31.1.09

oyster dress



Naufrágio de seda e organza.

A ostra que se abre
Na rebentação das ondas,
Revela a beleza
Num vestido de McQueen.

28.1.09

aforest design



Sara Lamúrias nasceu em Lisboa, onde se formou em arquitectura de design de moda. Após duas participações no concurso Sangue Novo, um estágio de 6 meses na Bless (Berlim) e alguns trabalhos de produção para uma revista, dá inicio, em 2003, à Aforest-Design.
A Aforest-Design afirma-se como um projecto livre, devido à fusão design/ moda/ arte, e a um discurso muito próprio, que marca a diferença pelo desenvolvimento de ideias conceptuais e suas aplicações práticas.

Em 2005, integra a plataforma Lab da Moda Lisboa e participa na feira Bread & Butter (Berlim/ Barcelona).

Em 2007, vence o concurso Fast da Who's Next (Paris).

Em 2008, para além de marcar presença na Ideal Showroom e na Berlim Fashion Week, apresenta na Moda Lisboa o seu mais recente projecto: "Combo".

Por se tratar de uma colecção desenvolvida para intervir em lojas de comércio tradicional, esta, funde design de moda com design de produto, numa combinação original e inesperada.



Para além da vertente estética/decorativa, as peças têm uma função prática. Acessórios para objecto, e peças de vestuário com dupla função, que podem por vezes ser vestidas de duas formas diferentes.

Por uma questão conceptual e de imagem, foi usado o mesmo material (malha) e a mesma tonalidade de cinza em todas as peças da colecção.

A comunicação de novas ideias e a colaboração com artistas na concepção de produtos e interacção de diversas áreas, foram desde sempre, o objectivo da criadora. Mais do que uma marca de moda, a Aforest-Design é um conceito inovador.

A marca, conta com o lançamento trimestral de alguns produtos de edição limitada, divulgados em exposições particulares ou colectivas, tanto em Portugal como no estrangeiro.

www.aforest-design.com

27.1.09

moda alternativa




O Inverno gelado ainda marca presença, mas as montras das lojas não tardarão a apresentar-nos as novas colecções.

Cores, formas, silhuetas, previamente estudadas, lançadas nos desfiles de Outono.

O jogo mecanizado das tendências que nos habituamos a consumir.

O movimento criativo, assume-se finalmente como forma de expressão simbólica, patente nas nossas escolhas.

Se o vestuário é comunicação, é a mistura individual de influências que se adapta à nossa personalidade e transforma a moda em estilo.

A busca cada vez maior de peças únicas, exclusivas, de criador, vai tomando o lugar à massificação das grandes superfícies internacionais.

Nota-se um certo "cansaço estético" em relação aos centros comercias. À oferta das marcas globalizadas. À dita democratização da moda que uniformizou o nosso guarda roupa.

Nomes menos conhecidos, menos mediáticos, menos comerciais, abrem as portas a espaços repletos de novidades e imaginação.

Resultado do talento e empreendedorismo dos novos designers portugueses, (os grandes criadores do futuro?) que vão conquistando o seu lugar num mercado com vontade e necessidade de inovar.

Um interessante movimento conceptual, a que os consumidores de moda não podem ficar indiferentes.

(desfile da criadora Juliana Cerdeira -Porto)

22.1.09

entrevista a Helena do blog Meninas da Chocolate

Já foi chamada "a madrinha das bloguetes".

Helena nasceu em S.Paulo, mas vive no Rio de Janeiro há varios anos.
Delicadeza, bom gosto e simpatia contagiante são traços que passa de tudo o que escreve, para quem a lê.

O seu "Meninas da Chocolate", é a fusão perfeita entre imagem, conteudo e interactividade, factores determinantes para que este se tornasse um dos casos de maior sucesso e uma referência incontornavel na blogosfera de moda.

um dos meus espaços favoritos, que não podem deixar de conhecer!

http://meninasdachocolate.blogspot.com



Nome – Helena Castro

Idade – 30 anos

Profissão – Formada em Administração, com pós em Marketing. Já trabalhei com seguros, moda, telecomunicações e atualmente sou sócia de uma produtora musical. Minhas principais atividades são: administrar a carreira do violonista João Rabello (www.joaorabello.com.br) e fazer a produção dos shows do sambista Paulinho da Viola (www.paulinhodaviola.com.br).

um defeito: Ansiedade

uma qualidade: Otimismo

um vicio/ mania: Colecionar. Compro repetitivamente um mesmo tipo de produto. Estou na fase dos vestidos e de livros.

um filme: Bonequinha de Luxo

um livro: Apanhador do Campo de Centeio, do J.D. Salinger

uma musica: Gosto de muitas, mas tenho ouvido muito Lady Madonna, dos Beatles.

uma revista: Vogue

1- há quanto tempo existe o blog "meninas da chocolate"?
9 meses.

2 - o que te levou a cria-lo?

O primeiro post foi de um vídeo que fiz com algumas amigas. As conheci quando trabalhei no escritório da Estúdio Chocolate (marca própria da multi marcas Clube Chocolate – que inclusive tem em Portugal!) e por isso o nome do blog é Meninas da Chocolate. A idéia inicial era postar apenas os nossos encontros mas com o tempo fui me animando e escrevendo sobre moda (minha paixão!) e também entretenimento, dicas em geral, sobre a minha vida e da dos outros.


3 - na tua opinião, quais sao os factores a que se deve o enorme sucesso do teu blog?
Bom, só mesmo quem acessa com freqüência é que poderia dizer o que faz retornar mas... vou arriscar!
Relacionamento: Quando entrei no universo dos blogs ficava curiosa para saber quem estava por trás dos textos que lia e passei a entrevistar os autores. Eu adoro conhecer novas pessoas e as suas histórias. Essa iniciativa acabou gerando um divulgação viral já que assim como eu indicava o link do blog de quem entrevistei, o entrevistado também colocava o link do meu no blog no dele, divulgando a sua entrevista. Tenho impressão que foi nessa fase que meu blog passou a ser mais conhecido. Ah, também tenho o hábito de visitar e comentar em blogs que já conheço, além de estar sempre aberta para conhecer novos. Todo mundo que comenta no meu não deixo de visitar.
Conteúdo: Escrevo sobre um tema que gosto e procuro sempre dar uma visão pessoal . Acho importante o blog ter uma identidade. Capricho também na seleção das imagens porque elas são importantes para exemplificar o que você quer dizer.
Frequência: Na medida do possível, de segunda a sexta, todo dia posto um novo post!

4 - qual é a tua ligação à moda?
Sempre fui vaidosa e soube o que gostava ou não, mas não posso dizer que sempre fui ligada a moda. Na minha infância, minha mãe até conta um ou outro episódio como, por exemplo, quando tinha 5 anos e me apaixonei por uma sapatilha de verniz que só tinha tamanho menor que o meu na loja. Fiz ela comprar assim mesmo. No casamento era nítido que estava super apertado, mas não reclamei nenhuma vez. Dos 9 aos 18 anos, fiz Ginástica Rítmica e estava muito mais preocupada em ter um collant bonito para me apresentar e competir do que com a roupa que iria a uma festinha. Já na faculdade, comecei a ficar mais atenta mas foi quando trabalhei com moda que essa relação se intensificou. Passei a comprar com mais freqüência revistas/livros de moda, procurar na internet sobre esse tema, acompanhar os desfiles e fazer um armário mais pensado.

5 - como defines o teu estilo?
Gosto do estilo atemporal e feminino. Quando compro uma roupa me pergunto se daqui há alguns anos poderei continuar usando-a. Dou bem mais valor a qualidade do que a quantidade. Aprecio demais peças com bom acabamento, modelagem e tecido. Deixo facilmente cinco peças de lado para comprar apenas uma que realmente me apaixonei. Adoro peças lisas (das cores mais claras até as mais vivas), não sou adepta das muito amplas e gosto do comprimento logo acima dos joelhos. Acho os acessórios fundamentais em uma produção (com as escolhas certas um mesmo vestido pode ser usado tanto de dia como para ir a uma festa!). Me divirto experimentando o que já tenho no armário em busca de novas combinações (isso multiplica as opções!). Procuro me vestir de acordo com a minha idade, personalidade e lugares que freqüento.

6 -qual é a tua peça de roupa preferida?
Vestidos! Acho eles super práticos e femininos.

7 - tens algum conhecimento sobre a moda portuguesa? qual a tua opiniao?
Tenho conhecido através dos blogs de moda aí de Portugal e da Vogue portuguesa que eventualmente leio, mas acho que conheço muito pouco. Adoraria saber mais e com o tempo eu aprendo.

8 -qual é o teu criador favorito?
Daqui do Brasil a Huis Clos (http://www.huisclos.com.br). De fora, amo Carolina Herrera , Chanel e Marc Jacobs.

9 - na tua opiniao, quais sao as principais diferenças na forma de vestir entre a mulher brasileira e europeia?
Acho que as escolhas do que vestimos são influenciadas por diversos fatores como, por exemplo: a personalidade que temos, a imagem que queremos passar, o quanto nos auto conhecemos, quais lugares que frequentamos, a nossa idade, o clima de onde vivemos, o grupo social que pertencemos, e ect. Por isso acho muito difícil generalizar as diferenças entre as mulheres brasileiras e europeias sem especificar de qual grupo estamos falando. Além do que, a moda também sofreu os impactos da globalização. Ou seja, muitas vezes o que é moda aí, se já não é aqui, vai ser (ainda que usada de forma adaptada)! O contrário acredito que também aconteça, mesmo que (por enquanto) em menor intensidade.


10 -o brasil, esta no topo do ranking do fenomeno "blogs de moda", que portugal ainda esta muito longe de acompanhar. na tua opiniao, a que se deve este fenomeno?
A moda vem ganhando tanta força por aqui que praticamente todos os tipos de revistas, jornais e canais de TV dedicam um espaço para falar sobre este tema (seja sobre os desfiles, as roupas das celebridades, dicas de estilo e etc). Isso acaba, naturalmente, despertando interesse em um maior número de pessoas. Aliado a isso, há alguns anos o Brasil participa ativamente em vários segmentos na Internet. Hoje, são quase 43 milhões de brasileiros acessando a Internet, quatro vezes a população portuguesa. Na minha opinião, esses dois fatores contribuíram para o fenômeno dos blogs de moda por aqui.

16.1.09

"a moda passa, mas o estilo é eterno"...

(coco chanel)



O vestuário, vai muito para além da função primária para que inicialmente foi concebido. É actualmente, uma linguagem elaborada, de expressão colectiva ou individual, de algo tão profundo e subjectivo como a nossa personalidade.

A moda - ditadura, é algo rígido e cristalizado, em oposição ao conceito de criação e liberdade, à versatilidade cor- forma- imagem, que lhe está subjacente.

Quer se queira, quer não, todos acabamos de alguma forma por se influenciados, ainda que inconscientemente, pelas tendências cada vez mais globalizadas, e pelas noções de estética vigente.

Há um exercício interessante: Olhar bem para dentro de nós próprios e interpretar a nossa essência, a nossa atitude. Esta, é uma marca pessoal e intransmissível. Verdadeira e original.

O nosso estilo, é a nossa forma de comunicar. Porque se nós não seremos jamais aquilo que vestimos, deveríamos no entanto, vestir sempre aquilo que somos.Com alegria e liberdade!

Moda é glamour, e elegância.
Beleza e originalidade - Diversão.
É movimento, num jogo de luzes e sombras - Ao espelho.
Metamorfose de ideias, sempre em construção. - Como nós!

15.1.09

fashion rio



11/ 16 janeiro

esta a decorrer mais uma ediçao do fashion rio.
os criadores brasileiros, apresentam as novas colecçoes, lançando as tendencias da proxima estaçao.

(imagem: Cantão)

14.1.09

glamour



A elegância é condição.
O preto e o brilho, a tendência mais forte.
Para festas mais informais, é possível conjugar jeans com um top de lantejoulas, ou uma blusa neutra com uma saia pelo joelho num tecido mais arrojado.
O little black dress, incondicionalmente.
Em estilo clássico, com collants coloridos ou leggings.
Sem alças ou com decotes assimétricos.
Sempre curtos, com detalhes brilhantes, franjas ou plumas, ou em combinações imprevistas, como um vestido de renda, com golas aplicadas, ou um bolero de lã.
Deparamo-nos com um regresso ao supra sumo da elegância minimalista, das peças depuradas no corte, dos modelos simples e perfeitos.

Os acessórios marcam presença com gargantilhas, colares e pendentes com peças ou aplicações de cristal.
Para a make up, o natural nude, ou a sofisticação do baton vermelho.
Cabelos soltos, propositadamente desalinhados, ou apanhados desestruturados e criativos.

O jogo da moda abre as portas à imaginação.
O trendy-informal do sportswear para a noite.
O casual-chic de um perfecto de cabedal sobre um vestido delicado.

A diversidade, consequência do improviso, permite combinações insólitas, que se traduzem naquela sofisticação especial, feita de pormenores invisíveis e “allure”.
Saltos altos, sempre!
Para desfilar na passadeira vermelha…ou para uma noite em grande estilo!

make up - tendencias outono/ inverno


Tiago Espírito Santo, maquilhador profissional, revela as tendências e os truques para a make up da estação.
O que vamos, e o que não vamos, em hipótese alguma, querer usar…

Purpurinas, e brilhos transparentes, estão out!
A tendência é o regresso dos tons opacos.
Olhos sempre bem contornados, com lápis esbatido, em vez do tradicional e carregado eye liner.
Tons clássicos como preto, castanho ou bege, estão sempre em voga nas estações frias, contudo, a ideia é misturar o clássico com cores mais arrojadas, em combinações imprevistas.
(ex. laranja com cinzento, ou rosa com preto por cima).

Tiago não recomenda o uso de pestanas falsas permanentes, devido a possíveis problemas que possam advir da sua má colocação.
Mesmo as que usamos apenas durante um dia, requerem alguns cuidados de aplicação, e o uso de uma cola adequada.
O uso de máscara branca, antes do rímel, será outra alternativa a considerar, se esta, não for usada em excesso, pois pode dar-se o caso de, em vez de aumentar as pestanas como se pretende, dar origem a um horrível e empastado efeito cinzento!

Para lábios e unhas, uma contradição:
O “nude” (tom de pele) em oposição ao vermelho forte (que se mantém da estação anterior).
Tiago E. Santo, propõe lábios trabalhados com gloss, já que este, também pode ser opaco, e deixa uma dica:
Preencher os lábios com lip liner acastanhado, antes do baton, de forma a realçar o tom vermelho.
(Esta técnica, tem ainda a vantagem de prolongar a sua duração).

Técnica, experiencia, sentido estético, e produtos de qualidade (Mac, Dior, Lâncome, Helena Rubinstein, Esteé Lauder, etc.) são aliados indispensáveis para uma make up de star!

Se optarem por realçar os olhos, o baton nude, será a escolha mais acertada.
Se por outro lado, preferirem destacar os lábios, a maquilhagem dos olhos, terá de ser mais discreta.

E assim, estaremos prontas para brilhar!
(desta vez, sem purpurinas!...)

11.1.09

para pensar...



"usar roupas bonitas é uma forma de adicionar beleza ao que te rodeia, inspirando os outros,e a nós proprios."
(Anais Nin)

"Minimalismo: o supra sumo do luxo."
(Greta Statter)

"A sofisticação faz-se de pormenores invisiveis"

"Falar de glamour é falar de allure. Que marca a diferença pelo não óbvio."

"Não há nada mais sedutor do que a auto-confiança".

"A moda passa, mas o estilo é eterno".
(Coco Chanel)

moda lisboa



do lado direito da passerelle,
para mais tarde recordar...
LOL

10.1.09

katty xiomara



Após regressar da Venezuela com 18 anos, Katty Xiomara faz o curso de Design de Moda na Cintex (Porto), ganhando em seguida o prémio Fashion Technology, em Florença.
As participações da jovem estilista nas "Manobras de Maio" e no concurso "Sangue Novo", abrem-lhe portas e oportunidades.

Em 1998, apresenta uma mini-colecção na Moda Lisboa. Desde então, nunca mais parou.Do Portugal Fashion a Paris.

Portugal rendeu-se ao seu talento e originalidade, e às suas colecções, que define como "femininas, sem serem rebuscadas", "destinadas a uma mulher forte, com muita atitude, girly e criativa".

Não explorando o look total, Katty Xiomara dá liberdade à imaginação de quem a veste, que resulta da mistura de criações suas com peças de outras marcas. Tendo apostado recentemente numa colecção de sapatos, pretende ainda incluir na sua marca uma linha de swim wear, e uma colecção para criança.

O Porto, cidade que adora, foi a localização obvia para a sua primeira loja-atelier, "The Dolls House".

cia.brasil


O estilo brasileiro, mais perto de Portugal

Decorria a segunda metade dos anos 80, quando três emigrantes portugueses radicados no Brasil que planeavam regressar ao país de origem, tiveram a ideia de implementar algo de novo no mercado.

O “estilo tropical brasileiro”, o lifestyle” que o caracterizava, e a forma como este se diferenciava, de tudo o que então existia, foram o mote para um projecto, que decidiu apostar nos segmentos de beachwear, fitness e activewear, para trazer até nós (Portugal) e restantes países da Europa, o melhor do Brasil em estilo, qualidade e design.

Assim nascia, a Cia Brasil.
Inicialmente, foi necessário estabelecer parcerias e encontrar produtos representativos deste conceito, que, sendo já líderes de mercado no Brasil, tivessem o perfil adequado, para vingar também na Europa.
A Cia Maritima (1990) e a Havaianas (1998) são dois grandes exemplos de sucesso internacional, tendo sido Portugal o pioneiro para sua implementação e posterior consolidação.

Apesar dos obstáculos com que se deparou ao longo dos tempos, como a grande dificuldade de introduzir marcas brasileiras num mercado tão exigente e competitivo como o europeu, a Cia Brasil não desistiu do seu sonho, e perseguiu os seus intentos.
“Crescer mais, e com mais sustentabilidade”, é o objectivo desta empresa, que tem visto crescer a adesão do público às marcas que representa. (Cia marítima, Agua doce, Havaianas, etc.), sempre com grande sentido de responsabilidade, no sentido de ir sempre ao encontro das expectativas do consumidor.
18 Anos de parceria comercial com a Rosset Textil (a maior fabricante de Lycra da América latina) foram comemorados com a colecção para o Verão 2009 apresentada pela Cia Marítima no S. Paulo Fashion Week; Mercedes Benz Fashion Week (Miami) e Moda Lisboa/ Estoril, em Cascais.

A marca Havaianas, foi lançada há 46 anos, e sempre se destacou no mercado brasileiro, pela sua simplicidade e qualidade.
A sua entrada na Europa, em 1998, deu-se, pela mão da Cia Brasil, que investiu em marketing, desfiles internacionais, eventos promocionais e acções de costumização em todo o mundo.
Tanto a Havaianas como a Cia Marítima, possuem equipas que pesquisam os hábitos e costumes específicos de cada país, com vista a incorporar nas suas colecções, modelos baseados nos seus padrões culturais e comportamentais próprios, já que, o mercado europeu, é por si só, uma referência poderosa, no domínio das tendências de moda.

A Cia Brasil, distribui as marcas que representa, por Portugal inteiro, e demais países europeus, com especial destaque para Espanha, onde possui também uma sociedade, chamada Solan Brasil, crescendo, e consolidando a sua posição.
Do outro lado da passerelle, trabalha para garantir que a moda brasileira, com o life style tropical que lhe é tão característico, atravesse o atlântico, e faça furor por toda a Europa!

Hope em Portugal


Criada em S. Paulo nos anos 60, a Hope, uma das mais conceituadas marcas de lingerie do Brasil, chega agora a Portugal.
Conforto e ousadia, materiais adaptáveis à silhueta feminina e um design inovador, são garantia de sucesso entre as consumidoras portuguesas.
Após a abertura de lojas em Lisboa e em Cascais, a Hope prepara-se para inaugurar mais três espaços em território nacional.
A marca conta actualmente com cerca de 5 mil pontos de venda, um pouco por todo o mundo.
Como estrela da campanha Outono /Inverno, a actriz Juliana Paes.

5.1.09

who what whear



“We imagine that giving up gossip magazines and celebrity blogs is similar to trying to quit smoking (wouldn't know for sure, we've never tried the latter). While avoiding newsstands is easy, we continue to struggle. It seems that completely kicking the web sites is more difficult than originally anticipated. After morning upon morning of our own neurotic, internal struggles at the laptop, we realized that we were primarily logging on to see what everyone was wearing the night before. We thought to ourselves: Selves, there should be a more convenient and reverential way to find out this information, no? After discussing this with our closest friends - obviously - we realized that WhoWhatWear.com would be a perfect contribution to society. Because after all, "We don't care who you date or if you eat. We only care about what you are wearing."


um site de moda, que vale a pena espreitar!

www.whowhatwear.com

a minha casa, é onde o espirito mora..

blog da joana


" "xengo-delengo-tengo..." Assim dizia Rosinha, em conversa com Zé Orocó.

Relembrando o livro “Rosinha, minha canoa” de José Mauro Vasconcelos, adoptei “xengo-delengo-tengo” para que Rosinha sentisse de novo as águas sob o casco. Balaçando nelas, cantando e rindo. Contando novas histórias a cada dia, colorindo-as com todas as cores. "

o blog da joana...cheio de coisas lindas!

4.1.09

VeniVici


o meu colar novo!
não é lindo?

criações de Maria João Rodrigues e Adriana Pereira

ateliervenivici@gmail.com