31.3.09

aleksander protich

dia 2

O designer servio apresentou uma "continuação" da colecção anterior, cuja inspiração foi a atmosfera revolucionária da musica e arte dos anos 60, reinterpretada numa linha contemporânea.
Detalhes artesanais em pele.
Lã, seda, malhas, algoodão e modal.
Cinza, azul, castanho e preto, em mini-vestidos, casacos, leggings.
Couro coordenado com tecidos fluidos.
Volumetria em silhuetas bastante actuais,com muito estilo e personalidade.
WANTED!!


lidija kolovrat

dia 2

uma colecção conceptual, desenvolvida através da instalação de objectos de uso comum.
mensagens e acessórios.
pano, mala e atitude.
(controlo de qualidade?)

realidade-memória-imagem-sonho(...)função-uso.

dia 2

O 2º dia de desfiles, teve casa cheia na fortaleza da moda. Todos os caminhos foram dar a Cascais. A afluência do publico fez-se sentir, tanto no showroom, como entre desfiles, nos diversos locais do recinto.
Vários stands promocionais dos patrocinadores do evento, podem ser vistos ao longo de todo o espaço aberto ao publico, como por exemplo o da L'Oreal Professionel, com cabeleireiros de permanência, prontos a elaborar os mais variados penteados aos transeuntes, e o da L´Oreal Paris, com maquiadoras profissionais e os tons de verniz e baton vermelho promovidos por Bárbara Guimarães (conhecida apresentadora de televisão).

Restaurante, Louge, Club Room, e um pátio ao ar livre, tornavam-se quase intransitáveis ao soar do gongo, que dava o sinal para o inicio dos desfiles.

Após um interessante e surpreendente show, totalmente conceptual de Lidija Kolovrat -que apresentou mensagens e acessórios, mais do que as tradicionais peças de vestuário, e da apetecivel proposta de Alekessander Protich, que deu seguimento à linha da colecção anterior, e uma vez mais agradou, seguiu-se Dino Alves, com o momento alto do dia.

miguel vieira

dia 1

O Romantic-Chic é desenvolvido numa colecção muito coerente e bem estruturada, que surge como uma celebração à elegância.

Luxo, mistério e feminilidade, são transmitidos em linhas clean, num estilo clássico bastante contemporâneo, que pretende exultar a personalidade individual. Preto, cinza, contrastes: Black and white; calças justas ou extremamente largas; cortes a direito ou evasé. Cinturas subidas, bem marcadas, jogos volumétricos. Cabedal, seda branca, alfaiataria, treggings e peças de joalharia com brilhantes.

Miguel Vieira demontrou uma grande coerência criativa, na sequência das propostas anteriores, contudo, é visivel um processo evolutivo bastante interessante.


O desfile contou com a participação especial de Zé Pedro, o conhecido guitarrista dos Xutos e Pontapés (a banda de rock mais emblemática de Portugal, a comemorar 30 anos de carreira.). O músico, recebeu uma entusiástica ovação do público presente.

30.3.09

Alexandra Moura

dia 1

Inspirada por uma viagem a Africa que a fascinou, Alexandra Moura desenvolveu uma colecção minimalista, sóbria, em linhas direitas, através das quais tentou transmitir as silhuetas esguias dos nativos.

O preto surge como tendência dominante, entre cinza e estampados suaves.
Em contraste, surgem algumas peças vibrantes em tons de azul-esverdeado forte. Peças de alfaiataria descontruidas e reinventadas.

Os modelos exibiam a cabeça adornada por arranjos florais, num apontamento de exuberância em oposição à austeridade das roupas.

A maquiagem dos modelos, uma reprodução fiel das pinturas tribais.

José António Tentente

dia 1

José António Tentente teve as honras de abertura do primeiro dia da Moda Lisboa/ Estoril. O criador apresentou como proposta para o Inverno de 2010 uma colecção de grande elegância e sofisticação. Silhuetas 'retro', ultra femininas e glamourosas, trabalhadas em tecidos ricos e luxuosos.

O universo feminino foi enfatizado por cinturas finas, bem marcadas, ombros acentuados, folhos e laços. Vestidos e taieurs saia-casaco. Luvas. Chapéus com renda sobre a face. Tecidos acetinados e brilhantes em tons ocre, purpura, fucsia, lima, azul profundo e preto.

Os modelos masculinos transmitiram uma imagem de sobriedade através de fatos elegantes. Detalhe: gravatas fininhas, do mesmo tecido do cós da calça.


ENTREVISTA

IS
. Pode falar-nos um pouco desta colecção?

JAT
. Esta colecção tem como ponto de partida a obra da pintora Paula Rêgo. O que me inspirou foi este universo que é muito rico, muito entusiasmante, extraordinário, que faz sonhar...

IS
. Que materiais utilizou?

JAT
. sedas, brocados, adamascados, rendas..

IS
. Como surgiu a inspiração para esta colecção?

JAT
. Surgiu de forma muito natural, eu tenho andado a trabalhar muito sobre pintura, e a pintura de Paula Rêgo é uma obra de que eu gosto muito.

IS
. A nivel de cores, também o inspirou...

JAT
. Também, claro. As cores foram tiradas dos quadros!

IS. Qual é o perfil da mulher que veste as suas roupas?

JAT. É uma mulher forte, independente, segura, versatil, que gosta de coisas diferentes, até de um dia para o outro, se for caso disso! Que gosta de se sentir bem.

join me!

preparados para uma maratona de posts sobre a moda lisboa aqui no ines´s secrets??

colecção a colecção,as propostas dos nossos criadores para o inverno 2010!!!

(todos os textos estao publicados no Hiperfashion)