12.11.08

blogues de moda


Quando me propus divulgar as peças E.I.G. através de um blog, instintiva e inconscientemente, mergulhei num universo de blogs de moda, até então desconhecido para mim.

A oferta, era mais que muita, mas alguns deles, continuo a seguir até hoje.
O blog da Cami, o da Ana Clara; Meninas da Chocolate da Helena; o Dia de Beauté da Vic; Hit girls, Oficina do Estilo; Garotas estúpidas, etc.

Uma particularidade curiosa: o facto de todos serem brasileiros!
Não deixei de ficar surpreendida.
Será que as portuguesas não são vaidosas (ou não se assumem?), não gostam de moda, estilo, beleza?
“Dondoquices” de rapariga, não são coisa só para “tias”!
É lógico que não é esse o motivo, mas a verdade, é que apesar do potencial dos nossos designers, da qualidade de materiais e matérias-primas (que pouca gente conhece, e o estrangeiro reconhece!), e do livre acesso a tudo o que é marcas internacionais, basta olhar de relance para qualquer banca de revistas, para perceber que Portugal tem ainda um longo caminho a percorrer para estabelecer a ponte “comunicação” moda - consumidor comum.

De entre as dezenas de revistas femininas apenas três, na minha opinião, podem considerar-se também “revistas de moda”: Elle, Maxima e Vogue.
Publicações de cultura urbana, com moda e boa fotografia, destaco a Dif, a Parq e a Zoot. Esta ultima, escrita e inglês.
O resto é paisagem.

Mas a internet chegou para acabar com as fronteiras, e abrir as portas à globalização real/ virtual de povos, culturas, estilo e comportamento.

5.11.08

ana clara




mais que um blog,uma referência.

conteudo, qualidade, imagem.

"..tem pitadas de street fashion -fotos feitas por Ana Clara nas ruas de Paris -e faz ainda a comparação dos grandes desfiles internacionais com a moda real."

A jornalista de moda, Ana Clara, acompanha os desfiles de alta costura em Paris.

a contar os dias...


Uma marca de refrigerantes, declarou publicamente oferecer um lata da sua bebida a cada habitante dos estados unidos, caso Chinese Democracy saisse ainda em 2008.
E não é que desta vez, a coisa vai?
O "eternamente adiado", estará à venda a partir de 23 de Novembro.
("14 years of silence, 14 years of pain.." -esta foi para o Axl!)

Depois de nos ter aberto o apetite (for destrucion) no ano passado, com 3 faixas de Angel Down em dueto com o amigo Sebastian Bach, só faltava mesmo o livre acesso ao mais cobiçado objecto de desejo dos resistentes fãs dos Guns.

Já fiz log in no novo site, totalmente dedicado ao Chinese Democracy.

Para a irmandade de fãs dos Guns n Roses, curiosos e afins, que queiram contar os dias connosco, aqui ficam os liks:

http://www.chinesedemocracy.com

http://www.ngnr.com

3.11.08

O diabo veste Prada



divertido até ao fim!

O best seller das fashionistas, hit girls e e.i.g.´s!!!

muito bom!

na loja do luis buchinho



Na semana passada, sai da R. Sá da Bandeira, atravessei a Av dos Clérigos, subi a R.de Ceuta (sim, a do restaurante turco, e do outro cafezinho novo muito giro onde fui com o Ricardo e a Adriana,q tem vasos com cactos nas mesas)virei à direita, e Voilá!

A loja do Luis Buchinho!

Nunca escondi a admiração que tenho pelo trabalho deste criador, e a colecção apresentada na Moda Lisboa, deixou-me com uma vontade irresistivel de ver -ao vivo e a cores -os modelos de pret-á porter!

I love fashion



Beleza. Criatividade. A imaginação levada ao limite.
A desconstrução da realidade, em imagens.
Conceptualização. Contextualização.
Elegância. Puro estilo.
Movimento constante de cores e formas, ao ritmo da passerelle.
Moda. Sempre.
O limiar, subtil fronteira entre o real e o insólito.
A arquitectura dos corpos. Flash-back de sensações.

Apagam-se as luzes. Desmontam-se os cenários.
Lentamente despertamos, de quatro intensos dias de …Refleshion – Moda Lisboa.

Refleshion - Moda Lisboa/ Estoril 31



As opiniões foram unânimes.
A organização foi excelente.
Tiago Sá Miranda, responsável pelo staff, contou-me, que o evento leva 6 meses a organizar, e isto, em ritmo acelerado, sendo os últimos 2 meses, uma verdadeira loucura!
A Moda Lisboa trabalha todo o ano para 2 edições, tendo algumas colaborações com outras empresas.
O impacto deste evento é muito grande, pelo que todos os desfiles tiveram uma adesão fantástica, tanto do público, como da imprensa, nacional e internacional.
Espanha, França, Itália, Polónia, Bulgária, Alemanha, Holanda, Austrália, Estados Unidos da América, (entre outros) e a maior delegação de sempre, do Brasil.
Relativamente à participação de criadores brasileiros no evento, Tiago confirma que “A Moda Lisboa é o palco principal para a entrada da moda brasileira, pois esta tem um público e uma imprensa muito receptivos.
Entrando em Portugal e Espanha, o Brasil chega ao resto da Europa.”

antes da festa



dia 4





Domingo, 12, havia uma certa tristeza no ar.
Tão poucos dias, mas tão intensos, que as relações humanas se estreitaram, e acabamos por criar laços de amizade.
O palco da Moda Lisboa, teve lotação esgotada.
Trocavam-se os últimos contactos. A sala de imprensa, a um ritmo desenfreado.
Os desfiles apresentados, foram todos de alto nível.
Ricardo Dourado? I want it all!!
A colecção de Pedro Mourão, contou com a presença de actores da popular serie juvenil Morangos com Açúcar. Os modelos fizeram furor, e arrebataram a entusiasmada assistência!
Filipe Faísca, encerrou da melhor forma a 31ª edição de Moda Lisboa/ Estoril.
A última imagem?
As noivas molhadas, e o estilista, encharcado, correndo, para agradecer os aplausos.
Depois, a passerelle…vazia.

2.11.08

meninas da moda






Laura Walters, uma british girl em Paris, cuja missão era fotografar streetwear e looks diferentes para a revista Wad, é ela própria, supercool e original.
Joanna, de Varsóvia, não lhe ficava atrás, conjugando com graça e bom gosto saia abaixo do joelho, sapatos verdes, t-shirt, parka e malinha vintage, ou um vestido roxo, pumps pretos de salto prateado, com meias curtas e a echarpe da avó!
A linda Mariana, pivô de televisão em Milão, e ex-modelo, combinava tudo com umas super botas pretas acima do joelho, e Angela, de Nova Iorque, uma alegria contagiante com botas castanhas compensadas, jeans e casaco de camurça às franjas, made in USA!
A L'oreal Prifissionel, montara um stand promocional aberto ao público, onde cabeleireiros especializados em produções de moda, faziam as delícias dos transeuntes, com penteados

dia 3






O programa de Sábado, 12, começava com um almoço volante oferecido pela marca de azeite Oliveira da Serra, também mecenas do talentoso criador Ricardo Preto.
Sete estilistas desfilaram as suas últimas criações.
Katty Xiomara, era um dos nomes mais aguardados entre a imprensa internacional.
Pessoalmente, estava ansiosa pela apresentação de Luís Buchinho (e não me canso de repetir o carinho que tenho por este designer, cuja carreira acompanho há tantos anos…) desfile que adorei, pelo talento e criatividade que mais uma vez demonstrou.
A noite terminou com um jantar no Clube Naval de Cascais, com vários convidados da nossa “socialite”.
Alguns jornalistas decidiram aproveitar um pouco a night lisboeta, mas eu optei por improvisar uma press room na recepção da pousada onde me instalei, a trabalhar, beber capuccinos, ouvir o mar, e tentar fotografar ao longe o efeito magnífico das luzes da ponte Vasco da Gama.

cascais




ana salazar








Pelas 18 horas, regressamos à “Fortaleza da moda”, onde Pedro Pedro, transformou austeridade em feminilidade; Dino Alves mostrou “corações, mentes e almas”; a Cia Marítima arrebatou a assistência com as cores tropicais do Brasil, e Ana Salazar foi aplaudida de pé!
Tive a oportunidade de uma breve entrevista com o criador da maior exportadora de biquínis da América Latina, e de conversar com o director comercial e responsável pela distribuição da marca em Portugal, pelo que chegamos atrasadíssimos ao cocktail.
Após os desfiles, fomos conduzidos a um jantar no Casino de Lisboa, que se prolongou noite dentro, entre risos e conversas animadas.

entre desfiles





dia de passeio





paisagem




dia 2







Para a manhã seguinte (sexta-feira 11) estava agendada uma visita turística por Lisboa, só para a internacional press.
Um magnífico passeio de eléctrico pela zona histórica da cidade, paragem para retemperar energias no castelo de S. Jorge, e em seguida, um almoço tipicamente mineiro num dos mais conceituados restaurantes brasileiros: “Uai”.
Fiquei a saber que o mesmo, possui na sua garrafeira, cerca de 108 marcas diferentes de cachaça importada, com que preparam as deliciosas caipirinhas!
A tarde, de sol e calor, inesperado nesta época do ano em Portugal, levou-nos em seguida ao Centro Cultural de Belém (CCB), à exposição de arte moderna da Fundação Joe Berardo.