5.1.09

blog da joana


" "xengo-delengo-tengo..." Assim dizia Rosinha, em conversa com Zé Orocó.

Relembrando o livro “Rosinha, minha canoa” de José Mauro Vasconcelos, adoptei “xengo-delengo-tengo” para que Rosinha sentisse de novo as águas sob o casco. Balaçando nelas, cantando e rindo. Contando novas histórias a cada dia, colorindo-as com todas as cores. "

o blog da joana...cheio de coisas lindas!

1 comentário:

joanasoares disse...

Obrigado por passares a palavra!
Beijinhos!