9.3.09

tendências

FASHION WEEKS

Paris, Nova Iorque, Londres, Madrid... As semanas da moda sucedem-se, apresentando as propostas para o Inverno do próximo ano.
Paira no ar um certo desânimo. Estamos cansados da recessão. Da crise econômica (e criativa) mundial.

Os designers, tentam combater o pessimismo através de cores vibrantes, mas não pudemos deixar de nos aperceber do recurso a materiais menos dispendiosos, da redução do nº de modelos apresentados, e da vertente comercial das colecções.

A moda, é o reflexo da sociedade. Hoje e sempre.

Se certas colecções não surpreendem, outras têm o efeito flash de nos prender e fazer sonhar.

Deliciámo-nos com a haute couture de Paris, em brancos Chanel maravilhosos, ou com a viagem pela história da Dior by John Galliano, igual a si mesmo, sempre fabuloso.

De Nova Iorque, destaco a excelência de Donna Karen e Ralph Lauren. Pura elegância e sofisticação, e o estilo 'rock princess' de Jill Stuart e Miss Sixty.

A Cibelles de Madrid (que terminou na 3ª feira de Carnaval) apresentou modelos divertidos e arrojados, e Londres, que comemora 25 anos de existência, tem ido de encontro às expectativas, surgindo como a 'lufada de ar fresco criativa' necessária.


TENDÊNCIAS PRIMAVERA

A influência anos 80 traduz-se em cores alegres, vivas e brilhantes, num estilo muito summer e party.

O mini-vestido é o must da estação. Aliado a saltos altos, em looks sexy entre o girly e o femme fatale, trás de volta à moda e ao nosso quotidiano, a sensualidade explícita e sem subterfúgios, anunciada ao mundo pela polémica campanha da Calvin Klein jeans que chegou a ser proibida em vários países.

O denim integral é outra aposta que irá vingar.

Donna Karen
comemora 20 anos de carreira associando-se à Levis, e a Salsa lança 'One', o modelo unisexo.

Top tendências

O melhor:


O mini-vestido. Fresco, sexy e hiper feminino. A elegância incontornável black and white, e nude (fantástico, quando conjugado com acessórios vermelhos), em vestidos leves e fluidos, com drapeados e aplicações.

O jogo de texturas criado por sedas, chifons e organza coordenados com tecidos opacos. Muitas franjas. Estampados florais em look campestre.

O pior:


As calças largas 'balão', e os ombros muito acentuados, num revival dos anos 80 que na minha opinião, poderia ter ficado no baú.

Depois de um inverno rigoroso, o sol voltou a brilhar em Portugal, anunciando finalmente a tão desejada Primavera.

Recordando as propostas lançadas nas edições anteriores da Moda Lisboa e Portugal Fashion, não podemos deixar de reconhecer alguns elementos comuns ao panorama internacional, prontos a ser adaptados a diferentes gostos, contextos e personalidades.

(modelos:K. Xiomara)

2 comentários:

choogal disse...

E não é que concordo plenamente contigo?:) uma das melhores tendências para mim é também a jewellery na roupa, malas, sapatos e etc, adoro ! As q menos gosto são mesmo as franjas e os ombros demasiado destacados, acho too much !

xoxo

Pepa Xavier disse...

Até agora as semanas de Londres e Milão foram as rainhas (mais Milão)...ainda me falta ver metade das colecções desta semana...mas confesso que estava à espera de mais.

Quando aos ombros bem marcados, não são bem os chumaços dos anos 80, redondinhos e sem graça. Mas sim, uns ombros muito edgy com linhas rectas, dos quais, sou fã incondicional! ;)

Muito Bom Post! ADOREI!